Arco-íris: um jeito de viver.

31 de março de 2011
Há quem diga que pensar vermelho trará paixão, entusiasmo e o fará encontrar pessoas que deseja.
Há quem diga que amarelo é concentração, disciplina, comunicação e ativa o intelecto e que trará positividade e boa sorte.
Há quem diga que pensar laranja dará o equilíbrio, generosidade, entusiasmo, alegria. Alem de ser atraente e aconchegante.
Há quem diga que o verde é esperança, abundancia, cura. Estimula momentos de paz e equilíbrio. E é a cor da revelação.
Há que diga que azul é purificação, expulsa energias negativas. Favorece a amabilidade, a paciência a serenidade. Estimula a busca da verdade interior.
Há quem diga que pensar lilás trará influencia em emoções e humores. Também está ligada a intuição e a espiritualidade.
Há quem imagine que o branco purificará e transformara tudo. Representa a perfeição e o amor divino. Estimula a imaginação e a humildade. Produz a sensação de limpeza e claridade, alem de frieza e esterilidade.
Há ainda quem viva dentro do preto por ser representado como uma capa de aço, onde aquilo que está dentro não sai e aquilo que está fora não entra.
Há quem diga que cores são apenas cores e que um arco-íris é apenas um fenômeno metereológico, da luz do sol sobre gotas da chuva.
Há quem diga que cores podem realizar verdadeiros milagres, basta concentrar-se e acreditar em sua capacidade de pensar colorido.

2 comentários:

DEC disse...

Eu acredito na influencia das cores e gosto de todas elas! (: O Blog está ótimo! Vou te seguir prá poder continuar lendo seus posts! Muito bom! Beijocas!

Angélica Lada disse...

Obrigada por seguir querida =)