Uma vida por Ela.

13 de setembro de 2012


Passam mais 365 dias e conforme estes vão somando-se a sua vida, você se sente cada vez mais um super herói, capaz de sobreviver com um copo de bebida, uma festa no final de semana ou talvez duas e a boa companhia de amigos. Aqueles que você ainda não tem certeza se são seus companheiros ou da sua carteira.

Enquanto isso de longe, talvez de um porta retrato, ela te olha, vendo cada vez mais você distante do que era pra ser um amor desde seu nascer. A mãe!

Quando a adolescência paira, toda a coragem, capacidade de viver por si só vem junto e  lhe ‘’tasca’’ um tapa na cara, penetrando por todo o seu corpo e fazendo com que pense que assim como no Renascimento, lá na concepção do antropocentrismo, o centro do mundo agora é você, com as atenções e os holofotes todos brilhando a seu favor. Enquanto aquela que lhe trouxe até ali é esquecida cada vez mais como se você não precisasse mais dela, e por ela lhe dar a vida você teria mais ou menos 10 há 11 anos de companhia a fazer e assim quitasse sua dívida com essa grande mulher. NÃO!

Não é porque você hoje é formado no colegial, estuda um ensino superior, ou ainda não chegou a isso, ainda está entrando no colegial, que você é um adulto independente que pode viver com a mesada que seus pais lhe dão e você nem agradece, e que não precisa mais de quem te deu a vida.

Vale a pena você ser mais forte do que ‘’o tapa de super poderes’’ e valorizar acima de tudo sua Mãe. Fazer um programa dos mais simples, tomar um sorvete ou talvez um filme na sexta a noite, uma rosa no domingo de manhã ou um simples abraço agradecendo por estar mais um dia ao seu lado, e um eu te amo pra trazer la do fundo todo o amor que sente por ela; que é maior que qualquer desentendimento, ou desobediência. Vale agradecer quem te deu o direito de hoje você estar lendo isso. Vale viver uma vida inteira por Ela. 

10 comentários:

Letícia disse...

Lindo, você sabe expressar em palavras o que sentimos!

Liziane sousa disse...

Lindo post, mesmo!
bjs
Liz

descedoponei.blogspot.com

moises gomes disse...

Que texto lindo, adorei!

Nosso Capricho
apsmass.blogspot.com

Fernanda S. disse...

Angélica, gostei muito do texto. Muitas pessoas quando começam a conhecer o mundo, tomam atitudes sem pensar em ninguém - ninguém mesmo, pois além de fazer mal a si próprio ainda faz mal as pessoas que o amam.


www.doce-menina.com

Gabih Duarte disse...

Lindo post, e seu blog também.. Seguindo..

Beijos
Gabih
http://apenas13.tk

Angélica disse...

Letícia, tento né ehe

Angélica disse...

Liziane, obrigada querida :D

Angélica disse...

Obrigada Moises ;)

Angélica disse...

Fernanda, verdade vale muito mais a pena para e pensar nessas atitudes antes de faze-las ;)

Angélica disse...

Gabih, obrigada querida ;)