Moonlight

2 de abril de 2011
Mesmo não estando juntos, temos uma coisa em comum: Não importa onde a lua esteja no céu e onde você esteja no mundo, se levantar a mão e fechar um dos olhos ela sempre será do mesmo tamanho que nossos polegares.
O luar não faz parte do meu corpo, nem do seu, mas faz do mesmo mundo em que nós dois estamos. Talvez seja por isso que de uma forma estamos ligados, uma pequena forma, e você nem saiba.
Quando estiver a olhá-la, no alto de um céu escuro, rodeado de pontilhados brilhantes, sinta-me como se estivesse ao seu lado. 

Nenhum comentário: